8 de set de 2011

Eu só queria um banho.

A atração dos homens por chuveiros existe há muito tempo, muito mesmo. Os chuveiros são tão antigos quanto os próprios homens. Não se sabe quem veio primeiro.
A característica mais marcante dos chuveiros é que eles são imprevisíveis. Não dá pra saber o que se passa na cabeça de um chuveiro. Se um chuveiro está em Inverno significa que é pra usar durante o Inverno ou significa que a temperatura dele está mais fria que o marcador Verão? E os chuveiros são muito bons em te fazer pensar que aquela é a temperatura certa ou te deixar imaginando em qual temperatura ele realmente está. Chuveiros conseguem ser bem dissimulados quando querem. Nem sempre por maldade, mas porque faz parte da natureza de um chuveiro não querer que você saiba o que ele está pensando.
Não entenda errado, eu acho que chuveiros são ótimos. Te esquentam quando você tá frio, carente e precisando de um cafuné. Ou te esfriam quando você tá fervendo, suado e precisando de outro cafuné. Adoro chuveiros. Mas são como eu disse anteriormente, são imprevisíveis e impossíveis de se domesticar.
Não adianta pergunta pra um chuveiro qual a temperatura, qual a pressão da água, se tem água de verdade, qual é a chance de um dia aquela água realmente esquentar. Os chuveiros gostam de que você olhe pra eles com a mesma cara do menino feliz que viu um chocolate em cima da mesa mas apreensivo porque não sabe se o chocolate é pra ele. Aham, chuveiros adoram essa cara de paspalho.
Aí, você passa a olhar as outras pessoas e seus chuveiros. Pessoas frias com chuveiros quentes, pessoas grandes com chuveiros pequenos, pessoas sujas e seus chuveiros sem água. Muitos parecem se entender bem. Só você que não recebeu o manual do seu chuveiro. Algumas pessoas até compreendem o seu chuveiro, não parecem ter sido enganadas pelo Verão seguido de um banho de pedras de gelo.
A partir de um momento, você começa a se ver sujo observando chuveiros desocupados e aparentemente funcionando. Hey, talvez um desses possa resolver meus problemas de higiene, você pensa. Mas na hora lembra daquele seu chuveiro estranho e genioso que você gosta tanto. Então você volta pra casa e inspirado pelos outros chuveiros roda a torneira decidido a encarar a temperatura que vier. Nem cai água.
É quando você decide ir atrás de uma banheira.

Nenhum comentário:

Postar um comentário